O Sujeito de Desempenho da Pós-Modernidade

Carlos Eduardo de Vasconcelos

Resumo


Em Sociedade do Cansaço, Byung-Chu Han afirma que hoje vivemos na sociedade de desempenho, onde seus sujeitos atingem seu autoesgotamento na esperança de ser seu eu-ideal. Neste artigo exploramos esse sujeito que pelo excesso de positividade é levado a doenças psíquicas como a depressão, transtorno de déficit de atenção, síndrome de hiperatividade, transtorno de personalidade limítrofe ou a Síndrome de Burnout. Se o narcisismo é uma característica desse sujeito, Heidegger pode trazer uma resolução desse sujeito através do seu conceito de angustia e autenticidade.


Palavras-chave


Byung-Chu Han, Heidegger, Sociedade de Desempenho

Referências


AGAMBEN, Giorgio. 2014. Homo Sacer. o poder soberano e a vida nua I. Belo Horizonte: Editora UFMG.

BAUMAN, Zigmunt. 2014. Vigilância Líquida. Rio de Janeiro: Zahar.

HAN, Byung-Chul. 2017. Sociedade do Cansaço. Petrópolis: Editora Vozes.

HARARI, Yuval Noah.2016. Homo Deus. São Paulo: Companhia das Letras.

HEIDEGGER. Martin. 2012. Ser e Tempo. 7. Ed. Petrópolis: Editora Vozes.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122