Peter Sloterdijk: um comunista de coração - Slavoj Žižek

Giovane Martins Vaz dos Santos

Resumo


Neste artigo, publicado originalmente no Die Zeit Online, o filósofo esloveno Slavoj Žižek faz uma homenagem em forma de crítica filosófica ao filósofo alemão Peter Sloterdijk. O problema central do ensaio é a assim chamada “ética da doação”, de Peter Sloterdijk: enquanto as políticas social-democratas tradicionais frequentemente buscam a taxação como forma de arrecadação, Sloterdijk propõe uma política baseada nas livres doações daqueles que possuem recursos para indivíduos e instituições que precisam desses recursos. A tese de Žižek, exposta neste ensaio, é de que essa política sloterdijkiana é, fundamentalmente, mais próxima do comunismo do que da social-democracia ou do liberalismo.

Palavras-chave


Social democracia; Liberalismo; Comunismo; Slavoj Zizek; Peter Sloterdijk

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122