Biologia e Cognição

Edgard Charles Stuber

Resumo


O objetivo deste texto é apresentar a teoria da biologia da cognição de Maturana e Varela sobre o processo de geração de conhecimento nos sistemas vivos. A gênese da epistemologia desses cientistas é que o conhecimento é uma incessante construção entre o ser vivo e suas recorrentes interações com o mundo, num processo que se retroalimenta, estabelecido por uma dinâmica circular. Espera-se, assim, compreender como os seres humanos aprendem. Este texto foi dividido em cinco partes. Na primeira, apresenta-se a mudança para o pensamento sistêmico e complexo; na segunda, algumas hipóteses de como surgiu a mente; na terceira, apresentam-se algumas comparações conceituais entre Maturana e Varela e Darwin; na quarta, a relevância cognitiva da organização dos seres vivos autônomos; na quinta, a construção do conhecimento social; e, finalmente, na sexta parte, elaboram-se algumas conclusões acerca da biologia da cognição.

Palavras-chave


epistemologia, evolução e conhecimento

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122