A educabilidade das emoções: implicações éticas e políticas

Odair Neitzel (UFFS e UPF), Claudecir dos Santos (UFFS)

Resumo


O presente artigo, fruto de pesquisa bibliográfica, tem a pretensão de sensibilizar e sinalizar para a importância do tema das emoções e da sua educabilidade. Pretendemos de alguma forma demonstrar as implicações sociais, éticas e políticas das mesmas, tomando como referência o sentimento de vergonha e de compaixão. O tema das emoções está presente nos diversos discursos e comportamentos da vida social. Da mesma forma, há um reiterado apelo as emoções nas instituições sociais, na vida política, nos códigos de regulação moral, na sistematização de documentos, nos sistemas educacionais e tantos outros espaços, que os mencionam sem dar maior importância a compreensão da sua natureza e das suas implicações. Não se trata de uma discussão psicológica e psicanalítica, mesmo que recorra a algumas de suas concepções, mas de uma discussão sob a perspectiva da filosofia da educação. O texto é uma reconstrução de concepções de pensadores que se ocuparam com a temática, principalmente de Victória Camps e Martha Nussbaum.

Palavras-chave


Emoções; Educabilidade; Ética; Vergonha; Compaixão.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122