A moral cristã como causa do ressentimento: equívoco de Nietzsche segundo Scheler

Almiro Schulz (UFG)

Resumo


O texto tem por objeto o estudo e a análise do ressentimento segundo os filósofos Nietzsche e Scheler, procurando mostrar as divergências entre ambos e a crítica que Scheler faz à visão de Nietzsche sobre o ressentimento. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica com base em textos primários como A genealogia da moral, de Nietzsche, Da reviravolta dos valores, de Scheler, além de textos secundários. Fica evidente que ambos têm entre seus problemas de análise e crítica o ressentimento como objeto e que há aspectos de concordância em relação a esse conceito. Todavia, a base de análise dos filósofos se diverge. Scheler aponta o erro de Nietzsche em considerar a causa do ressentimento como sendo a moral judaico-cristã. Considera um equívoco de Nietzsche o fato de ele tomar o conceito de amor do cristianismo como sendo igual à concepção dos gregos antigos e em considerar o ressentimento fruto da formação de valores do cristianismo. Há entre os dois uma diferença básica sobre o que são valores, para Scheler são objetivos, enquanto para Nietzsche são subjetivos.

Palavras-chave


Scheler; Nietzsche; Ressentimento; Moral cristã; Equívoco.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122