Riscos psicossociais em um departamento de taquigrafia legislativa federal: uma análise quantitativa

Sérgio Ricardo Alves Knust, Eliane Maria Fleury Seidl, Emílio Peres Facas

Resumo


Este estudo valeu-se da Psicodinâmica do Trabalho como referencial teórico. O objetivo consistiu em mapear riscos psicossociais presentes em um departamento de taquigrafia legislativa federal, a partir da investigação de características da organização do trabalho, dos estilos de gestão, do sofrimento patogênico e dos danos físicos e psicossociais decorrentes do trabalho. Para isso, buscou-se caracterizar quantitativamente esses riscos por meio da aplicação do Protocolo de Avaliação dos Riscos Psicossociais no Trabalho – PROART – em 119 servidores efetivos desse departamento. Os resultados do PROART apontaram que há baixos riscos de sofrimento patogênico e de danos físicos e psicossociais, e risco médio em relação à organização prescrita do trabalho, com presença moderada dos estilos de gestão gerencialista e coletivo. O que caracterizou negativamente a organização do trabalho foram as características vinculadas à natureza das tarefas e ao relacionamento com a gestão, especialmente quanto à falta de transparência nas decisões e ao planejamento deficitário.

Palavras-chave: psicodinâmica do trabalho, avaliação de riscos psicossociais no trabalho, taquigrafia legislativa federal.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/ctc.2019.123.11



ISSN: 1983-3482 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [Atualizado em 26/09/2016].

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
 
 
   
Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo