Distúrbios Psiquiátricos Menores e Fatores Associados em Professores do Ensino Privado do Rio Grande do Sul/Brasil

Janine Kieling Monteiro, Luciana Gisele Brun, Anelise Schaurich Santos, Amanda Gabriela Oliveira Tundis, Sani Belfer Cardon

Resumo


A profissão docente tende a ser desempenhada em contextos desfavoráveis nos aspectos administrativo, financeiro, ergonômico e social. Tais riscos costumam acarretar prejuízos à saúde dos professores. Este estudo objetivou verificar a prevalência e os fatores associados aos distúrbios psiquiátricos menores (DPM) em docentes do ensino privado do Rio Grande do Sul/Brasil. Trata-se de uma pesquisa quantitativa do tipo descritiva e comparativa. Participaram do estudo 740 docentes da rede privada de educação do estado, os quais responderam um questionário online, contendo questões descritivas (dados pessoais e laborais), a Escala de Avaliação do Contexto do Trabalho e o Self-Reporting Questionnaire. Os resultados indicaram uma prevalência de DPM de 55% no grupo estudado. As principais características associadas aos DPM foram: atuar na educação infantil, ter menor carga horária, trabalhar há menos tempo na docência e em mais de uma instituição e pior avaliação do contexto de trabalho. Destaca-se a necessidade de ampliar as políticas públicas e os serviços de promoção de saúde voltados a esses profissionais.

Palavras-chave: Professores, Transtornos Mentais, Saúde do Trabalhador.


Texto completo: PDF



ISSN: 1983-3482 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [Atualizado em 26/09/2016].

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo