Prática do Psicólogo na Atenção Básica – SUS: conexões com a clínica no território

Marta de Lima Alexandre, Roberta Carvalho Romagnoli

Resumo


Este estudo investiga as possibilidades e os desafios da prática clínica do psicólogo no cotidiano das Equipes de Saúde da Família (EqSF), a partir do trabalho interdisciplinar e da promoção de saúde em duas comunidades da região metropolitana de Belo Horizonte. Para tal, no contexto da Estratégia de Saúde da Família (ESF), analisa a relação do psicólogo com essa estratégia, cartografando os efeitos de sua inserção na Atenção Básica (AB), enfatizando sua atuação no NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família) e identificando seus pontos de represamento e seus pontos de invenção. Esta pesquisa tem, ainda, como marco teórico, a Esquizoanálise, e, como metodologia, a cartografia, percebendo a realidade e a subjetividade como compostas por uma multiplicidade de linhas que se entrelaçam. Os procedimentos metodológicos são a imersão em campo e a entrevista semiestruturada. Na perspectiva cartográfica, foram entrevistados cinco membros da EqSF, três gestores e uma usuária. Nesse contexto, investigamos os elementos heterogêneos que se conectavam aos processos de subjetivação; tendo como foco a prática clínica na relação interdisciplinar na AB. Concluímos que a complexidade da rede SUS e sua expansão apontam para desafios na inserção da psicologia na AB articulada ao NASF e para a necessidade de contribuir para potencializar sua atuação no plano ético-político.

Palavras-chave: Atenção Básica, prática clínica, interdisciplinaridade.


Texto completo: PDF



ISSN: 1983-3482 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [Atualizado em 26/09/2016].

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues