Desenvolvimento emocional de crianças que vivenciaram o processo adotivo: revisão integrativa da literatura

Jéssika Rodrigues Alves, Martha Franco Diniz Hueb, Fabio Scorsolini-Comin

Resumo


Este estudo de revisão integrativa teve por objetivo conhecer o que a literatura científica, ancorada na perspectiva winnicottiana, tem discutido sobre o desenvolvimento emocional da criança que vivenciou o processo de adoção. As buscas foram realizadas nas bases LILACS, PePSIC e SciELO, no período de 2006 a maio de 2016. Foram analisados, na íntegra, 16 artigos, a partir de critérios de inclusão e exclusão pré-estabelecidos. O perfil predominante é de estudos de casos e estudos teóricos que trazem atendimentos clínicos realizados com indivíduos em processo de adoção ou que vivenciaram o processo, e ligam aspectos da adoção aos conceitos da teoria winnicottiana. Os estudos apontam a importância das relações iniciais na vida de uma pessoa para seu desenvolvimento emocional, destacando a importância de um ambiente suficientemente bom para o desenvolvimento emocional da criança, sendo que esse ambiente pode ser oferecido por uma família adotiva que a respeite, compreenda seus sentimentos e a necessidade de ela saber de sua história, e consiga oferecer um ambiente seguro e acolhedor. Destaca-se também a importância da preparação dos postulantes à adoção para receber um novo membro, assim como a importância da preparação da criança para adentrar uma nova família.

Palavras-chave: adoção, crianças, desenvolvimento emocional.


Texto completo: PDF



ISSN: 1983-3482 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [Atualizado em 26/09/2016].

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues