Corpo e ficção: os desdobramentos da relação eu-outro

André Oliveira Costa

Resumo


Este trabalho deriva de uma pergunta sobre os modos de afetação na relação entre eu e outro na teoria freudiana. O objetivo é encontrar caminhos para suspender a dicotomia que coloca esses termos em oposição. A teoria psicanalítica de Sigmund Freud é tomada em seus primórdios, nos quais vemos que as diversas formas de ficção são propostas como modos de transposição dessa dicotomia. A ficção é a construção de um espaço comum entre eu e outro. Ela possibilita a circulação do eu em diferentes posições.

Palavras-chave: ficção, corpo, fantasiar.


Texto completo: PDF



ISSN: 1983-3482 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [Atualizado em 26/09/2016].

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues