Punição corporal e problemas comportamentais em adolescentes

Adriana Ferreira Chaves Gomes, Adriano Valério dos Santos Azevêdo

Resumo


O objetivo desse estudo foi investigar as relações entre punição corporal no ambiente familiar e problemas comportamentais em adolescentes. Participaram 15 estudantes do ensino fundamental e médio com idades entre 12 e 15 anos que apresentam comportamentos agressivos na escola. Os adolescentes foram entrevistados sobre as práticas educativas utilizadas pelos seus pais. Verificou-se a ocorrência da punição corporal, e os principais motivos relacionam a falta de obediência e o envolvimento em situações de violência na escola. A punição corporal ocorre por meio da palmada, uso do cinto, murros e chutes, e isso ocasiona reações de raiva, tristeza, medo, e a avaliação dos jovens de que os pais estavam estressados no momento dos atos agressivos. Foram identificados relatos que aprovam o uso da punição corporal de forma moderada, o que evidencia a transmissão intergeracional da violência, entretanto, o disciplinamento de comportamentos por meio do diálogo foi considerado importante. Os resultados destacam que a punição corporal utilizada no contexto familiar apresenta repercussões nos comportamentos agressivos desses adolescentes na escola.

Palavras-chave: adolescência, punição corporal, práticas educativas.


Texto completo: PDF



ISSN: 1983-3482 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [Atualizado em 26/09/2016].

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo