O Teste de Aprendizagem Auditivo-Verbal de Rey (RAVLT) no diagnóstico diferencial do envelhecimento cognitivo normal e patológico

Mariana Fonseca Cotta, Leandro Fernandes Malloy-Diniz, Rodrigo Nicolato, Edgar Nunes de Moares, Fábio Lopes Rocha, Jonas Jardim de Paula

Resumo


O objetivo deste texto é revisar a literatura sobre o uso do Teste de Aprendizagem Auditivo Verbal de Rey (RAVLT) com relação ao seu potencial para contribuição ao diagnóstico diferencial entre o envelhecimento normal e doença de Alzheimer. Para tanto, foram pesquisados artigos publicados nos últimos dez anos, indexados nas bases de dados da PubMed e Lilacs, que tiveram como objetivo avaliar a utilização do RAVLT no diagnóstico das emências,
sobretudo da doença de Alzheimer. Trinta e sete artigos foram selecionados de acordo com a metodologia delineada. Dezessete estudos avaliaram o papel do teste RAVLT na avaliação neuropsicológica das demências sua eficácia na diferenciação de DA e no desenvolvimento normal e vinte estudos investigaram o desempenho de idosos normais no RAVLT ou o papel das variáveis idades, escolaridade e gênero no desempenho no teste. Conclui-se que o RAVLT é um instrumento eficaz para auxiliar o diagnóstico diferencial entre envelhecimento normal e patológico. Torna-se necessário, no entanto, mais estudos de normatização
do mesmo para avaliação das diferentes síndromes demenciais.

Palavras-chave: RAVLT, envelhecimento normal e patológico, doença de Alzheimer.


Texto completo: PDF



ISSN: 1983-3482 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [Atualizado em 26/09/2016].

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues