O princípio esperança e o movimento de multidão de 2013

Douglas Michel Ribeiro Porto

Resumo


No presente artigo, investigamos a importância do afeto expectante esperança para o movimento de multidão deflagrado no ano de 2013 na cidade de Porto Alegre/RS. Nosso principal objetivo é investigar o modo pelo qual a esperança motivou as ações dos manifestantes e estruturou as manifestações. Tal objetivo busca responder a seguinte questão: de que modo a esperança motivou as manifestações de 2013 na cidade de Porto Alegre? Nossa metodologia é qualitativa, na qual nos valemos da análise de registros fotográficos jornalísticos das manifestações de 2013 coletados em websites de notícias. Verificamos, a partir disso, que a esperança se cristalizou na realidade fática, motivando os manifestantes a agirem através de práticas iconoclastas e softs, o que possibilitou o recrudescimento dos atos após as repressões policiais, conectou os manifestantes intersubjetivamente em torno de objetos utópicos e provocou a transferência temporária do front social do interior do Estado para as ruas.


Palavras-chave: Esperança. Movimento de multidão. Manifestações de 2013.


Texto completo:

PDF




 

eISSN: 2177-6229 | Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

Signatária da Declaração de São Francisco sobre Avaliação da Pesquisa – DORA

 

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
 
 
   
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Crossref Member Badge

Crossref Similarity Check logo

 

Redalyc - Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal

GoogleScholar