Permanência e sucessão no meio rural: o caso dos jovens de Santana do Livramento/RS

Raquel Breitenbach, Alessandra Troian

Resumo


A sucessão rural é uma problemática que vem sendo discutida na academia, entre os policymaker e, sobretudo, entre os agricultores familiares do mundo todo. Os jovens têm demonstrado cada vez menos interesse em permanecer no meio rural, menor ainda tem sido o interesse em dar sequências nas atividades agrícolas desenvolvidas pelos pais. Reconhecendo o papel dos jovens para o processo de desenvolvimento rural, o objetivo do presente estudo é analisar as perspectivas dos jovens rurais de Santana do Livramento/RS acerca da permanência no meio rural e o interesse na sucessão familiar. A metodologia do estudo é quantitativa, realizada através da estatística descritiva. Foram aplicados questionários estruturados contendo questões abertas e fechadas a jovens, filhos de agricultores familiares, que frequentavam o ensino médio, num total de 59 jovens rurais, com idade entre 14 e 19 anos. Como principais resultados têm-se: os jovens homens desejam permanecer no campo e possuem interesse em serem gestores da propriedade em maior número que as jovens mulheres; os jovens com menos área de terra têm menos interesse em serem sucessores; fatores emocionais e de relacionamentos familiares e comunitários prevalecem no desejo de permanência no campo; obstáculos
do trabalho agrícola, dificuldades de acesso as unidades de produção, escassez de terra, baixa autonomia gerencial e financeira, além da pressão econômica exercida pelas grandes propriedades, são os fatores que contribuem para a saída dos jovens do meio rural de Santana do Livramento/RS.


Palavras-chave: Gestão rural. Desenvolvimento rural. Questão de gênero. Sucessão na agricultura. Juventude rural.


Texto completo: PDF



 

eISSN: 2177-6229 | ISSN-L: 1519-7050 | Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

Signatária da Declaração de São Francisco sobre Avaliação da Pesquisa – DORA

 

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues



Crossref Member Badge

Crossref Similarity Check logo

 

Redalyc - Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal

GoogleScholar