Antropologia como educação: um diálogo sobre experiências de ensino da antropologia em cursos de formação de professores e seus desafios

Ceres Karam Brum, Suzana Cavalheiro de Jesus

Resumo


Inspirado nas reflexões de Tim Ingold sobre conhecimentos científicos e tradicionais (2000), sobre Antropologia como educação (2008a, 2008b) e nos percursos do dédalo e do labirinto (2015), este trabalho deseja dialogar sobre os lugares da antropologia na formação de professores no Brasil. Nosso objetivo é refletir sobre algumas características dos processos de ensino e aprendizagem em cursos de licenciaturas, dialogando com as limitações impostas pela concepção hermética da Educação traduzida na metáfora do dédalo, igualmente proposta por Ingold (2015). A análise ocorrerá a partir das experiências das autoras nesses contextos formativos e em pesquisas desenvolvidas no âmbito da Antropologia da Educação no Brasil. Jesus, com base em sua trajetória de formação para a docência, argumenta acerca da necessidade de pensar o ensino de antropologia a partir de uma reflexão sobre regimes de conhecimento. Brum reflete sobre a abertura de múltiplos caminhos educacionais propiciada pelo ensino de Antropologia na Universidade Federal de Santa Maria.

Palavras-chave: Educação, antropologia, licenciaturas, currículo, ensino superior, formação de professores.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo