Apropriações tecnológicas em segmentos musicais periféricos: o caso do rock independente de Teresina

Thiago Meneses Alves

Resumo


O objetivo geral do artigo é analisar as implicações das mudanças recentes ocorridas na cultura da música em contextos musicais independentes, situados longe dos principais centros políticos, econômicos e mediáticos, a partir da pesquisa sobre um segmento de rock autoral existente em Teresina, capital do Piauí, que tem vindo a ganhar contornos cada vez mais sólidos nos últimos anos. Em termos mais específicos, busca-se discutir o papel das apropriações tecnológicas no incremento desse tipo de contexto artístico-musical. O argumento principal é que o rock independente de Teresina alcançou um estágio de relativa autonomia e especificidade, em grande medida, graças às oportunidades abertas pela disseminação das tecnologias de comunicação e informação, que têm permitido, entre outros avanços, a formatação de um corpo substancial de obras. Contudo, a permanência de velhos problemas, ligados, sobretudo, à sustentabilidade financeira dessas empreitadas, assim como o surgimento de novos obstáculos, relacionados principalmente com a visibilidade desse tipo de produção em um mercado cultural abundante e ultrassegmentado, configuram, ainda, alguns dos grandes desafios a serem superados.

Palavras-chave: cultura da música, novas tecnologias de comunicação e informação, rock independente, Piauí, Teresina.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo