O laboratório em rede: fabricando transgênicos, construindo a sociedade

Felipe Vargas, Jalcione Almeida

Resumo


A temática dos Organismos Geneticamente Modificados (OGMs) é de grande relevância no país. Neste artigo, analisamos as práticas laboratoriais que circunscrevem a fabricação de um OGM. Três são os locais investigados, sendo um laboratório de genética vegetal e dois de biotecnologia, todos localizados no Rio Grande do Sul. Estes são descritos e analisados por meio da articulação entre seu ambiente físico e sua funcionalidade. Essa articulação é o que permite captar as passagens entre a técnica de fabricação de um trasnsgênico e os modos de construção da sociedade. Mediante observações etnográficas e entrevistas, é possível descrever como o laboratório “carrega” o transgênico sociedade afora. Mais: este recinto instaura, aí, um procedimentalismo. Analisamos como esse modus operandi se alia à emergência das controvérsias sobre essa temática, determinando, assim, o alcance da ciência no meio social.

Palavras-chave: transgênicos, etnografia de laboratório, procedimentalismo, controvérsias.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues