Patrimonialização, sustentabilidade e consumo: a recomposição da paisagem cultural do Rio de Janeiro

Eder Malta

Resumo


O processo de patrimonialização da Paisagem Cultural do Rio de Janeiro constitui importante estratégia política de intervenção para impulsionar o desenvolvimento econômico e a sustentabilidade urbana. Esse processo decorre de políticas urbanas de valorização paisagística articuladas ao turismo e ao reordenamento dos espaços públicos com o objetivo de promover a recomposição internacional da identidade e da imagem urbana carioca. A metodologia utilizada na pesquisa consistiu na análise de dossiês e documentos oficiais, na observação direta e no uso de fotografias para a apreensão das mudanças socioespaciais e paisagísticas. Os resultados demonstraram que a orientação das intervenções em torno de práticas turísticas e de consumo cultural têm estimulado o enobrecimento urbano, a valorização econômica da paisagem cultural e dos espaços que denomino de contra-paisagem carioca, dado o ajustamento dos planos estratégicos à orientação mercadológica.

Palavras-chave: patrimonialização, consumo cultural, turismo.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo