Grafites do amor, da paz e da alegria na cidade Olímpica: interfaces entre política, arte e religião no Rio 2016

Christina Vital da Cunha

Resumo


Neste artigo, temos como objetivo analisar a articulação entre arte, política e religião a partir de uma investigação sobre os sentidos atribuídos por diferentes atores aos grafites, estêncis e murais que formam uma paisagem motivacional no Rio de Janeiro no contexto das Olimpíadas 2016. Discursos, imagens e legislações conformam as situações a partir das quais propomos esta análise, tendo sido sistematizadas no âmbito de projetos de pesquisa em andamento financiados com recursos do CNPq e da Universidade Federal Fluminense. Foram realizadas entrevistas com grafiteiros e com representantes da prefeitura e em uma cartografia das produções presentes, principalmente, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O recorte da pesquisa cobrindo grafites e outras intervenções principalmente na Zona Sul se justifica pela importância que esse território da cidade assume politicamente para a projeção externa desse “espírito carioca”, sobretudo, no contexto olímpico.

Palavras-chave: grafite, política, representações urbanas, religião.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues