O discurso do movimento #OcupeOCocó e sua luta pela significação nas redes sociais

Luciana Correia Barbosa, Sérgio Carvalho Benício de Mello, Henrique Muzzio

Resumo


Este artigo objetiva analisar o discurso do #OcupeOCocó, movimento popular em defesa do Parque do Cocó, na cidade de Fortaleza, que eclodiu nas redes sociais em julho de 2013, e sua luta pela significação nas redes sociais a partir das postagens e comentários dos usuários na página oficial do movimento no Facebook e seu perfil no Twitter. Foi utilizada a Teoria do Discurso proposta por Laclau e Mouffe (1985) com o intuito de compreender como acontece esse processo de significação e como os elementos se articulam em busca da hegemonização do conteúdo dos seus discursos quando as práticas discursivas revelaram um antagonismo social no qual as disputas acontecem a partir do processo de significação de um desenvolvimento predatório x desenvolvimento sustentável. Embora os manifestantes tenham sido expulsos do local três meses depois, o discurso do movimento continua construindo novas articulações e revelando novas práticas discursivas nas redes sociais.

Palavras-chave: #OcupeOCocó, Teoria do Discurso, redes sociais, desenvolvimento, pós- -desenvolvimento.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues