Agência humana e estrutura a partir da Teoria da Estruturação

Flavia Galindo

Resumo


As permanentes transformações da vida social demandam reflexões que contemplem as ações individuais contextualizadas e transformadoras da realidade coletiva. A teoria da estruturação pondera sobre a ação individual e o curso da ação coletiva, tentando romper com as perspectivas sub e hipersocializadas do homem. Em sua formulação, a vida ordinária tem especial importância como o tecido vital para a vida social, tornando essa perspectiva teórica especialmente importante para (re)pensar a práxis social com a proposição de novos conceitos para agencia e estrutura. Assim, veremos que a Teoria da Estruturação debate os limites e as possibilidades da agência como forma de lidar com fenômenos externos aos indivíduos no campo das relações humanas. Na Teoria da Estruturação, a agência está ancorada em três possibilidades que dizem respeito à estrutura, aos sistemas e às formas de estruturação, que a coloca contextualizada e passível de operacionalização em dados empíricos.

Palavras-chave: agência, estrutura, Teoria da Estruturação.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

Signatária da Declaração de São Francisco sobre Avaliação da Pesquisa – DORA

 

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues



Crossref Member Badge

Crossref Similarity Check logo

 

Redalyc - Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal

GoogleScholar