Invisibilidade social a partir do filme “O som ao redor”: uma análise honnethiana das patologias sociais no Brasil

Thiago Aguiar Simim

Resumo


Este trabalho discute a convergência entre literatura e análise social e política na filosofia social de Axel Honneth, mais precisamente em sua obra mais recente. Honneth demonstra como principalmente filmes e romances podem atentar para patologias sociais no sentido perseguido em seu modelo de teoria crítica, criando rastros para se investigar uma determinada compreensão de uma sociedade situada em seu tempo. Sendo assim, este trabalho passa pelo delineamento do que se entende por patologia social e alguns de seus modos na teoria do reconhecimento de Honneth. Após isso, trabalha-se como o autor se vale de obras de arte na identificação de patologias sociais, empreendendo posteriormente o método de análise ao filme brasileiro O som ao redor, do diretor Kleber Mendonça Filho. Como conclusão se retoma a reflexão sobre o mecanismo das patologias sociais, que provocam invisibilidade como impedimentos à emancipação social, e como essas barreiras podem ser analisadas do ponto de vista metodológico, ainda em consonância com a teoria crítica.

Palavras-chave: patologias sociais no Brasil, invisibilidade social, Axel Honneth.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo