A variação ontológica de raça na modernidade: Brasil e Cabo Verde

José Carlos dos Anjos

Resumo


O artigo pretende lançar algumas pistas iniciais de história comparativa de gradientes ontológicos de raça na modernidade. O núcleo empírico da análise é a dissolução da categoria raça no interior da ilha de Santiago de Cabo Verde no século XX, apesar da insistência dos mais poderosos senhores de terra, e a persistência de raça no Brasil, apesar da insistência do Estado em apagar a categoria dos discursos oficiais, no século XX dos governos autoritários.

Palavras-chave: gradientes ontológicos de raça, Cabo Verde, Brasil.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues