Leituras de Weber e do Brasil: da política à religião, do atraso à modernidade

Carlos Eduardo Sell

Resumo


No âmbito da sociologia brasileira, predominaram, historicamente, duas leituras da obra de Weber, com diferentes repercussões sobre o diagnóstico da consolidação da modernidade no Brasil. A primeira, privilegiando a sociologia política weberiana e sua sociologia da dominação, tem como seus autores centrais Sérgio Buarque de Holanda e Raymundo Faoro. A segunda, mais recente, privilegia a sociologia histórico-comparada das religiões weberiana e, entre outros, possui entre seus representantes autores como Jessé Souza e Antonio Flávio Pierucci. O artigo retrata estas diferentes leituras de Weber e destaca como, a partir delas, desenham-se diferentes leituras da realidade brasileira.

Palavras-chave: Weber, modernidade, religião, política, Brasil.

Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

Signatária da Declaração de São Francisco sobre Avaliação da Pesquisa – DORA

 

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues



Crossref Member Badge

Crossref Similarity Check logo

 

Redalyc - Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal

GoogleScholar