A educação no contexto da globalização: migrações e direitos humanos

José Marín, Pierre R. Dasen

Resumo


Analisar a educação nas suas relações com as migrações e os direitos humanos implica em situá-la em um amplo contexto histórico e político, com abrangência mundial. Trata-se, pois, de uma reflexão sobre a globalização e os desafios que ela representa para a educação, a partir de uma perspectiva intercultural. Os organismos internacionais se utilizam de uma retórica plena de boas intenções, mas que, como em toda retórica, não se realizam efetivamente, na maioria dos casos. Uma das razões que contribuem para provocar as migrações é a grande diferença que existe entre a qualidade da Educação nos países ricos e nos países pobres. A perspectiva intercultural constitui a possibilidade de negar a universalidade dos saberes dominantes e de respeitar a existência de uma pluralidade de saberes. A biodiversidade é um dos argumentos que reafirmam a diversidade cultural dos saberes. A educação se apresenta, então, como uma questão fundamental para reforçar a esperança das pessoas que constituem uma parte importante da sociedade civil. Esses argumentos podem ser articulados em torno da palavra altermundialismo, criada para ressignificar a construção de um mundo melhor.

Palavras-chave: educação, interculturalidade, globalização, diversidade cultural, etnocentrismo.

Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo