Psicologia Social e comunicação publicitária: uma análise crítica

Denise Amon, Pedrinho Arcides Guareschi, Adriane Roso, Marília Veronese

Resumo


Neste artigo, destaca-se a centralidade da comunicação como objeto da Psicologia Social. O foco do estudo reside na análise das práticas da comunicação publicitária, a partir da exposição de alguns modelos de seu funcionamento. Inicialmente, explicita-se o modo como opera a propaganda subliminar e, a seguir, analisa-se o modelo das propagandas baseadas no mito (conotação), destacando-se a especificidade das comunicações publicitárias. Ao longo do texto discute-se o modus operandi e analisam-se as práticas comunicativas, incluindo a dimensão da ética, que havia sido colocada em segundo plano
pelo projeto científico da modernidade. A ética é abordada na relação com a consciência. Por fim, sugere-se que uma análise crítica da comunicação, na perspectiva da Psicologia Social, não pode prescindir da dimensão da ética e sua relação com a consciência.

Palavras-chave: Psicologia Social, comunicação, Semiótica, propaganda, ética.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6229 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. [atualizado em 25/05/2016]

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 - Banner artwork by Z Shinoda.
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo