Os termos preservação, restauração, conservação e conservação preventiva de bens culturais: uma abordagem terminológica

Silvana de Fátima Bojanoski, Francisca Ferreira Michelon, Cleci Bevilacqua

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar termos da área de Conservação e Restauração de bens culturais considerados fundamentais para a estruturação e definição desse campo especializado de conhecimento. A análise é pautada sob a perspectiva da Socioterminologia e da Teoria Comunicativa da Terminologia. Para tanto, discute-se dois cenários de comunicação. Inicialmente aborda-se uma terminologia da área, elaborada por especialistas do Comitê de Conservação do The International Council of Museums (ICOM-CC), que estabeleceu a definição dos termos conservação, conservação curativa, conservação preventiva e restauração. Em um segundo momento são analisados os mesmos termos e suas variações, no corpus formado pelas comunicações publicadas nos Anais da Associação Brasileira de Conservadores e Restauradores (ABRACOR). Ao abordar esses dois cenários foi possível identificar as necessidades de comunicação entre os profissionais conservadores-restauradores, assim como as variações e representações possíveis de serem apreendidas a partir das apropriações, usos e circulação dos termos considerados essenciais para a área de Conservação e Restauração.

Palavras-chave: terminologia, conservação e restauração, bens culturais.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6202 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto gráfico: Jully Rodrigues

 

SCImago Journal & Country Rank