Aproximações entre o funcionamento da Metodologia das Sequências Didáticas e o conceito de Zona de Desenvolvimento Proximal

Eliana Merlin Deganutti Barros

Resumo


O procedimento “sequência didática” (SD) foi desenvolvido pelos pesquisadores do Grupo de Genebra filiados ao Interacionismo Sociodiscursivo (ISD) com o objetivo de criar uma metodologia do ensino da língua na qual os alunos pudessem se apropriar de práticas linguageiras configuradas em gêneros de textos. Entretanto, essa expressão se popularizou no Brasil e vem sendo usada, muitas vezes, de forma indiscriminada por professores, pesquisadores, editores de revistas, etc. Nesse sentido, é de extrema relevância promover a compreensão desse procedimento metodológico para que ele possa realmente ser utilizado de forma coerente e consiga atingir os objetivos visados por seus mentores, a saber, o desenvolvimento de capacidades de linguagem associadas à leitura e à produção de um gênero de texto. Sendo assim, este artigo, fruto da nossa pesquisa de doutoramento, tem por finalidade apresentar as engrenagens que movem esse instrumental didático, a partir de uma aproximação com sua concepção teórica de base, o interacionismo social de Vigotski, neste caso, representada pela noção de Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP1). Para estruturar o artigo, a associação proposta é ilustrada com dados e discussões gerados pela pesquisade campo, de cunho colaborativo-intervencionista, desenvolvida durante o processo de doutoramento.

Palavras-chave: ensino de língua portuguesa, sequência didática, zona de desenvolvimento proximal.


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6202 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto gráfico: Jully Rodrigues


 

SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo