“Cordélia, a tua voz tá tão diferente”: a construção do si mesmo e a perspectiva do presente em uma narrativa de conversão religiosa

William Soares dos Santos

Resumo


Partindo de uma perspectiva sociointeracional do discurso (Gumperz, 1982), esta pesquisa tem como objetivo investigar a construção da identidade narrativa (Ricoeur, 1990) que emerge na produção discursiva de uma estória de conversão religiosa, tendo em vista a perspectiva do presente (Jarvinen, 2004; Bastos e Santos, 2006). As narrativas de conversão possuem características bem particulares, entre as quais funcionam como testemunhos da passagem de uma condição de existência ruim para uma melhor, em que o contraste entre presente e passado se faz especialmente visível. Neste trabalho, investigo trechos de uma narrativa de conversão de uma mulher que possui uma experiência conversão a uma igreja evangélica (à qual está ligada no momento da entrevista) depois de ter participado de outras práticas religiosas. O trabalho aponta, entre outros aspectos, para a percepção de que, ao narrar diferentes momentos de sua experiência passada, a narradora realiza diferentes construções de si, como a de ter sido superficial na adolescência, problemática em sua relação com a família e infeliz na idade adulta. Essas construções funcionam, no esquema geral de sua narrativa, como contraponto para a construção de sua identidade atual (depois da conversão religiosa) como uma mulher segura e feliz, de acordo com sua perspectiva do presente.

Palavras-chave: sociolinguística interacional, identidade social, narrativa e discurso religioso.

Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6202 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto gráfico: Jully Rodrigues


 

SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo