ESPAÇO PÚBLICO: RECONFIGURAÇÕES FÍSICAS E PERCEPÇÕES DE USUÁRIOS EM PERSPECTIVAS DE LONGO PRAZO

Augusto Pimentel Pereira, Mario Procopiuck, Maria do Val da Fonseca, Robson Quintino de Oliveira

Resumo


As cidades têm procurado se posicionar como, por exemplo, espaços urbanos culturais, criativos, inteligentes, globais em relação a suas funções macro, o que tem refletido no design e na implementação de suas políticas públicas para ajustar seus microespaços em relação a tais conceitos. Entretanto, há relativamente pouca atenção para compreender e avaliar como tais microespaços formadores da própria cidade se estruturam e como se desenvolvem ao longo do tempo. O objetivo deste artigo é avaliar, a partir das percepções dos usuários, as mudanças no espaço urbano aberto representado pelo trecho peatonal da Rua XV de Novembro, em Curitiba, em diferentes momentos históricos. Metodologicamente, a avaliação é quantitativa e centrada em atributos vivenciados in loco e a partir de imagens fotográficas de momentos pretéritos de tal paisagem, utilizando-se uma amostra de 216 usuários, coeficiente de confiança de 95% e precisão absoluta de 4%. Os resultados mostram que a presença intensiva de pessoas transitando no espaço público foi percebida como indicador de insegurança, de problemas de limpeza do local e de dificuldade para a mobilidade de pessoas com limitações físicas. A conclusão é que estão emergindo novas possibilidades de produção e reprodução de espaços públicos urbanos abertos, em razão de mudanças de comportamentos e percepções ao longo do tempo reflexas de novos meios de interação e de mudanças nas dinâmicas sociais.

Palavras-chave: Espaços públicos urbanos abertos, políticas públicas, intervenções urbanas, percepção.

 


Texto completo: PDF



ISSN: 1808-5741 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219

Os croquis utilizados no banner (da esquerda para a direta): Pavilhão do Brasil na Expo 70 (Osaka, Japão) e Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) do arquiteto Paulo Mendes da Rocha©.

Projeto gráfico: Jully Rodrigues



SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo