Urbanismo tático para requalificação gradual do espaço público metropolitano: O caso do Park(ing) Day no Rio de Janeiro

Adriana Sansão Fontes

Resumo


O desequilíbrio do espaço público entre pedestres e automóveis particulares é um tema desafiador para os projetos urbanos recentes, cuja agenda vem apostando na cidade na escala das pessoas. Nesse sentido, intervenções táticas recentemente têm trabalhado para minimizar esses desequilíbrios, ainda que temporariamente. Esse artigo discute algumas práticas do chamado urbanismo tático – abordagem emergente que visa à recuperação gradual dos espaços públicos através de ações alternativas ao planejamento convencional – tomando como caso referencial o Park(ing) Day Rio de Janeiro, intervenção anual onde cidadãos, artistas e ativistas trabalham para transformar temporariamente uma vaga de estacionamento de rua em área de lazer. O método utilizado envolve a pesquisa teórica sobre urbanismo tático e algumas ações empíricas (intervenções temporárias) dentro dessa abordagem, que consistiram no projeto e construção de cinco intervenções Park(ing) Day no Rio de Janeiro. Essas ações concretas permitiram vivenciar em verdadeira grandeza o processo de projeto, gestão e construção material do evento, levando à posterior observação dos resultados. Através dessas ações recentes, deseja-se discutir as possibilidades de recuperação gradual do espaço público a partir de pequenos atores, apresentando desdobramentos dessas táticas na forma de políticas públicas, como a atual legislação para instalação e uso de extensão temporária de calçada, ou parklet, em várias cidades brasileiras.

Palavras-chave: urbanismo tático, park(ing) day, espaço público.


Texto completo: PDF



ISSN: 1808-5741 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219

Os croquis utilizados no banner (da esquerda para a direta): Pavilhão do Brasil na Expo 70 (Osaka, Japão) e Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) do arquiteto Paulo Mendes da Rocha©.

Projeto gráfico: Jully Rodrigues


SCImago Journal & Country Rank