Abrigos temporários: um olhar arquitetônico sobre a relação entre usuário e ambiente

Manuela Marques Lalane Nappi, João Carlos Souza

Resumo


Os abrigos temporários estão diretamente relacionados com a sobrevivência humana nas fases iniciais de um desastre. Nesse sentido, o abrigo deve oferecer uma resposta adequada, com foco em características espaciais pertinentes a expectativas socioambientais. Projetar abrigos temporários com um olhar especial para a relação entre usuário e ambiente é uma atividade que também deve estar pautada na compatibilização entre os princípios de Desenvolvimento Sustentável e de Logística Humanitária, conceitos brevemente discutidos neste trabalho. A partir da abordagem dimensional dos lugares, metodologia desenvolvida por Holanda e Kohlsdorf, são apresentados atributos espaciais que devem ser explorados na busca de um bom desempenho para abrigos temporários, tendo como foco a relação entre usuário e ambiente.

Palavras-chave: arquitetura, abrigos temporários, atributos espaciais, Logística Humanitária, desastre natural.


Texto completo: PDF (English)



ISSN: 1808-5741 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219

Os croquis utilizados no banner (da esquerda para a direta): Pavilhão do Brasil na Expo 70 (Osaka, Japão) e Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) do arquiteto Paulo Mendes da Rocha©.

Projeto gráfico: Jully Rodrigues


SCImago Journal & Country Rank