Modelagem generativa integrada à eficiência energética: estudo da otimização da forma de edificações institucionais

Natália Nakamura Barros, Joyce Correna Carlo

Resumo


Sabe-se que decisões tomadas nos estágios iniciais de projeto arquitetônico têm impacto significativo na eficiência energética e desempenho interno dos edifícios. Um processo de projeto que utilize como parâmetros os conceitos de eficiência energética desde as etapas iniciais, pode acelerar o processo de criação agregando valor ao projeto, além de contribuir de maneira eficiente para o bem-estar do usuário e melhoria do meio ambiente. O objetivo deste artigo é verificar o potencial permitido pela integração da etiquetagem à modelagem generativa, através da otimização da forma integrada ao método prescritivo de desempenho energético da envoltória do Programa Brasileiro de Etiquetagem de edifícios do Inmetro, o PBE Edifica. Para isso, utilizou-se a equação do Indicador de Consumo do RTQ-C para a zona bioclimática 3 no item envoltória, aplicada ao estudo de edificações institucionais. Inicialmente, foi realizada a programação de uma forma inicial paralelepipédica utilizando os programas Rhino/Grasshopper. As variáveis do modelo foram definidas de acordo com a equação do método prescritivo do RTQ-C, sendo estas: comprimento, largura e altura da edificação, altura das aberturas, fator solar dos vidros e ângulo vertical de sombreamento das proteções solares horizontais. A evolução automatizada foi utilizada para gerar a melhor forma que se adeque aos parâmetros de eficiência energética. Outras possibilidades volumétricas foram também estudadas, sendo estas: multiplicação horizontal, multiplicação vertical com rotação e multiplicação vertical de forma única. A partir da aplicação do método tradicional proposto pelo RTQ-C, verificou-se que as volumetrias obtiveram nível de eficiência A, o que comprova a viabilidade do método proposto. Deste modo, pode-se perceber as potencialidades da modelagem generativa aliada à eficiência energética, que pode revolucionar o modo de projetar do arquiteto preocupado com as questões ambientais.

Palavras-chave: modelagem generativa, RTQ-C, eficiência energética.


Texto completo: PDF



ISSN: 1808-5741 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219

Os croquis utilizados no banner (da esquerda para a direta): Pavilhão do Brasil na Expo 70 (Osaka, Japão) e Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) do arquiteto Paulo Mendes da Rocha©.

Projeto gráfico: Jully Rodrigues


SCImago Journal & Country Rank