Recomendações projetuais para dois ambientes de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs): posto de enfermagem e sala de observação e medicação

Patrícia Biasi Cavalcanti, Vera Helena Moro Bins Ely, Marina Freitas Klein, Karine Zenita Cordeiro, Ana Luiza Cruz

Resumo


As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) são estabelecimentos assistenciais de saúde nos quais se presta atenção rápida ou imediata a pacientes em situação de urgência ou emergência. Sua implementação no país é recente, e, portanto, são raras as avaliações sistemáticas das unidades existentes que possam orientar o planejamento de unidades futuras. Assim, busca-se, com o presente trabalho, apresentar diretrizes projetuais para o planejamento de dois ambientes fundamentais dessas unidades: o posto de enfermagem e a sala de observação e medicação. O trabalho tem abordagem exploratória, qualitativa e multimétodos, e baseia-se no estudo da percepção e do comportamento de seus usuários. Para tanto, foi desenvolvida uma revisão crítica de literatura sobre o tema e foram realizadas visitas exploratórias a Unidades de Urgência e Emergência da Grande Florianópolis, além do estudo de caso de uma Unidade. No estudo de caso, foram aplicados os seguintes métodos: Observação Direta e Sistemática do Comportamento, Poema dos Desejos e Entrevistas. Espera-se, desse modo, contribuir para a atuação profissional no planejamento desses ambientes, de forma a torná- -los mais responsivos às necessidades e anseios de seus futuros usuários.

Palavras-chave: diretrizes projetuais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), projeto centrado no usuário.


Texto completo: PDF



ISSN: 1808-5741 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219

Os croquis utilizados no banner (da esquerda para a direta): Pavilhão do Brasil na Expo 70 (Osaka, Japão) e Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) do arquiteto Paulo Mendes da Rocha©.

Projeto gráfico: Jully Rodrigues

SCImago Journal & Country Rank