Análise do processo de projeto sob a teoria cognitiva: sete dificuldades no atelier

Wilson Florio

Resumo


O objetivo deste artigo é propor procedimentos didáticos que permitam ao estudante converter seus conhecimentos tácitos em conhecimentos explícitos, de modo a torná-lo mais consciente de suas ações projetuais. De um modo complementar, propomos uma definição sobre o papel da experimentação e suas influências no processo decisório das soluções projetuais em arquitetura. O objeto de análise são os relatos resultantes de experimentações realizadas por estudantes no TFG. A pesquisa foi realizada entre 2009 e 2010. A partir do acompanhamento do desenvolvimento do projeto, da organização sistemática dos artefatos produzidos na prática e de sua reflexão teórica, foi possível identificar as ações cognitivas realizadas pelo estudante, cujo resultado propiciou a identificação de sete dificuldades a serem superadas para a resolução de problemas.

Palavras-chave: cognição, processo de projeto, experimentação,  ensinoaprendizagem, TFG.


Texto completo: PDF



ISSN: 1808-5741 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219

Os croquis utilizados no banner (da esquerda para a direta): Pavilhão do Brasil na Expo 70 (Osaka, Japão) e Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) do arquiteto Paulo Mendes da Rocha©.

Projeto gráfico: Jully Rodrigues



SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo