Religião e sociedade pós-secular no pensamento de Habermas

Draiton Gonzaga de Souza

Resumo


Este artigo trata da questão da religião na sociedade pós-secular, em Jürgen Habermas. Apresentados o processo de secularização – que marca profundamente sociedades ocidentais – e a “tese da secularização”, aborda-se a questão da vitalidade da religião no espaço público da era pós-secular. O objeto do artigo é mostrar as raízes religiosas do direito ocidental, partindo-se do pensamento de Habermas (referencial teórico), e as implicações disso para a esfera pública. Conclui-se que a pós-secularidade, na versão habermasiana, significa exatamente reconhecer a presença e a importância da religião. O método de abordagem é o analítico-crítico.

Palavras-chave: direito, secularização, religião, Habermas, pós-secularização.


Texto completo: PDF



ISSN: 2175-2168 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto gráfico: Jully Rodrigues