A crise financeira mundial, o Estado e a democracia econômica

Gabriel Real Ferrer, Paulo Márcio Cruz

Resumo


Os problemas vividos na atualidade, principalmente a grave situação financeira internacional, significam sinal evidente de insuficiência do modelo teórico moderno. Talvez sustentem a própria crise do Estado Constitucional Moderno. Alguns exemplos recentes parecem comprovar tal situação como o complexo de indústrias mundiais de alimentos que arrasa sementes tradicionais e criou uma situação de desequilíbrio alimentar no planeta. Além disso, fatos como a comercialização mundial do petróleo, o monopólio da comunicação e a realidade virtual manipulável demonstram que a internalização do Poder Público da modernidade provavelmente cederá espaço para a transnacionalização desse mesmo Poder Público. Repensar, pois, a Democracia, neste momento, é fundamental, especialmente em sua vertente transnacional. Com todo o mundo afetado pela globalização, está cada vez mais claro que o único poder legítimo é o poder com investidura decidida pela maioria, que se constitui a partir de instrumentos democráticos efetivos.

Palavras-chave: Democracia, transnacionalidade, Estado Constitucional Moderno, Estado Transnacional, crise financeira.

Texto completo: PDF



ISSN: 2175-2168 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto gráfico: Jully Rodrigues